Brasil e EUA pedem suspensão da Venezuela da OEA

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O chanceler dos Estados Unidos, Mike Pompeo, pediu, nesta segunda-feira (4), aos países-membros da OEA pela suspensão da Venezuela para “apoiar as suas palavras com ações” e enviar uma “mensagem” sobre democracia à ditadura de Nicolás Maduro.

A Organização dos Estados Americanos (OEA) deve votar pela suspensão da Venezuela da entidade em sua assembleia anual, que teve início hoje, em Washington, capital norte-americana.

O chanceler dos Estados Unidos afirmou que a suspensão da ditadura venezuelana, que para acontecer precisa ser votada em uma sessão especial da Assembleia Geral, enviaria uma “mensagem” a Maduro e deixaria claro que só podem fazer parte da “família de nações”, que é a OEA, aqueles países que cumprem com os requisitos diplomáticos.

De acordo com informações do BOL:

“Além da suspensão, peço medidas adicionais contra o regime de Maduro até que haja a pressão necessária para que as pessoas possam ter acesso a ajuda humanitária”, ressaltou ele, reiterando os contínuos pedidos dos Estados Unidos para que Maduro permita a entrada de ajuda externa.

O Antagonista destacou o papel do Brasil nesta empreitada.

O Brasil, diz Aloysio Nunes Ferreira, apoia a suspensão. “A Venezuela subscreveu esse compromisso [com a democracia]. E subscreveu livremente, assim como o Brasil. Então, isso não pode ficar letra morta”, declarou o chanceler.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.