Brasil exige que Ortega puna responsáveis pela morte de pernambucana

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Raynéia Gabrielle Lima foi morta a tiros no dia 23 de julho em circunstâncias ainda não esclarecidas pelo regime da Nicarágua.

O governo do Brasil exigiu que a Nicarágua investigue e puna os responsáveis pela morte da brasileira Raynéia Gabrielle Lima. O pedido foi feito durante um discurso no Conselho de Direitos Humanos da ONU nesta terça-feira (11).

A estudante foi morta a tiros no dia 23 de julho em circunstâncias ainda não esclarecidas pelo regime.

As ONGs de defesa dos direitos humanos e a reitoria da universidade na qual a brasileira cursava medicina sustentam que ela foi assassinada por paramilitares a serviço do ex-guerrilheiro esquerdista Daniel Ortega.

O regime nega essa versão e alega que Raynéia foi morta por um segurança particular, mas não detalhou o calibre e o número de tiros que a atingiram.

Adaptado da fonte Estadão

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.