Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Brasil inicia processo de desestatização de portos em São Paulo

Porto de Santos tem movimentação recorde em outubro
COMPARTILHE

Na desestatização, o Estado transfere uma atividade ou um ativo à iniciativa privada por meio de venda, concessão ou autorização.

O Ministério da Infraestrutura e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES) fecharam contrato para implementação de estudos dos novos modelos de gestão e exploração do Porto de Santos e do Porto de São Sebastião, ambos em São Paulo.

Os resultados dos estudos estão previstos para serem conhecidos no primeiro trimestre de 2021. A previsão é que o leilão ocorra em 2022.

Em nota à imprensa, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, explicou que esta etapa definirá o melhor modelo de exploração dos dois portos:

“A busca de um modelo mais eficiente, flexível e que amplie o potencial de investimentos por meio de recursos privados para a gestão dos portos brasileiros é a próxima fronteira do setor. E o início dos estudos, sobretudo do Porto de Santos, que é responsável por 28% da corrente de comércio brasileira, é um marco definitivo nesse processo.”

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, também tem boas expectativas para a iniciativa:

“A desestatização do Porto de Santos, pela sua importância na nossa balança comercial, será um marco para o setor e para a retomada da economia, além de um grande sinal dessa sólida colaboração entre o BNDES e o Ministério da Infraestrutura em favor do Brasil.”

O extrato do contrato para os estudos com o BNDES foi publicado, na última segunda-feira (4), no Diário Oficial da União.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários