Brasil já pode exportar material genético avícola ao Japão

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Produtores avícolas do Brasil podem exportar ao mercado japonês.

As empresas do Brasil agora podem exportar material genético avícola para o Japão

A informação foi divulgada, nesta terça-feira (17), pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), com base em dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A abertura vale para companhias genéticas de ovos férteis e pintos de um dia — produzidos em incubadoras —, que atendam aos requisitos de saúde animal publicados pelas autoridades japonesas. 

Ricardo Santin, presidente da ABPA, declarou:

“A nova oportunidade para as vendas de produtos avícolas do Brasil, desta vez com foco em genética avícola, reforça o reconhecimento do mercado japonês com relação aos elevados critérios sanitários e de qualidade.”

Com quase 40 anos de exportações de carne de frango para o país asiático, a relação entre produtores avícolas do Brasil e o mercado japonês é uma das mais tradicionais do agronegócio nacional.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.