Português   English   Español
Português   English   Español

Brasil lamenta perda de domínio para a Amazon

Brasil lamenta perda de domínio para a Amazon
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Adotada em 17 de maio de 2019, a decisão da Icann gerou uma nota do Ministério das Relações Exteriores do Brasil lamentando o ocorrido.

A Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números (Icann) – o órgão internacional que monitora os endereços da internet – decidiu que a empresa norte-americana Amazon tem direito, em regime de exclusividade, ao uso do domínio “.amazon”.

Depois de uma discussão de sete anos, o órgão internacional que monitora os endereços da internet aliou-se à Amazon contra a Organização do Tratado de Cooperação Amazônica, que engloba oito países amazônicos: Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela.

Segundo a nota, o Brasil tem sido um firme defensor da abordagem multissetorial para a governança da internet e, por isso, considera que a decisão da Icann vai contra “o interesse público” conforme argumentação feita pelos países amazônicos.

Para o Itamaraty, a decisão da Icann deixa de considerar adequadamente “a necessidade de defender o patrimônio natural, cultural e simbólico dos países e povos da região amazônica”, informa a agência EBC.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!