Brasil tem menor inflação desde 1998

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

IPCA fechou 2017 em 2,95%, menor taxa desde 1998, e fica abaixo do piso da meta do Banco Central pela primeira vez. Índice foi influenciado especialmente pelas despesas com habitação, saúde e transporte.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, fechou em 2017 com alta acumulada de 2,95% – resultado 3,34 pontos percentuais abaixo dos 6,29% de 2016. Este é o menor número desde a taxa de 1998, quando o acumulado ficou em 1,65%.

Foi também a primeira vez que o índice ficou abaixo do piso da meta do Banco Central (BC), de 3%. O centro da meta do BC é de 4,5%, com margem de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (10/01) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e indicam que, em dezembro, o IPCA fechou em 0,44%, ficando 0,16 ponto percentual acima do resultado de novembro (0,28%). Essa foi a maior variação mensal de 2017. Em 2016, o IPCA de dezembro atingiu 0,3%.

O índice de 2017 foi influenciado, especialmente, pelas despesas com produtos e serviços dos grupos Habitação (com alta de 6,26%), Saúde e Cuidados Pessoais (6,52%) e Transportes (4,10%). Estes três grupos representaram 2,45 pontos percentuais, sendo responsáveis por 83% da taxa.

 

Com informações de: (1)

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.