Brasil na Otan em caso de exclusão da Huawei? Casa Branca comenta

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

EUA teriam oferecido ao Brasil tornar-se um "parceiro global" da Otan.

Nos últimos dias, rumores circularam na imprensa sobre uma suposta negociação entre os Estados Unidos e o Brasil sobre a tecnologia 5G.

O governo do presidente Joe Biden teria oferecido ao Brasil tornar-se um “parceiro global” da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em troca da exclusão da gigante Huawei, da China, do leilão do 5G, González negou qualquer tipo de oferecimento nesse sentido.

A narrativa ganhou força após a visita ao Brasil na semana passada de uma missão da Casa Branca liderada pelo conselheiro de Segurança Nacional, Jake Sullivan.

Nesta segunda-feira (9), em entrevista a um veículo de imprensa, o diretor sênior do Conselho de Segurança Nacional para o Hemisfério Ocidental, Juan González, que estava na comitiva que veio ao Brasil, foi questionado sobre esta questão.

“Continuamos apoiando o Brasil para que se torne um parceiro na Otan”, disse González.

O assessor de Biden também deixou claro que não foi obtido, durante a visita, nenhum compromisso brasileiro sobre a participação da Huawei no leilão da 5G.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.