Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Brasil não vai arcar com custos de saída de médicos cubanos

Brasil não vai arcar com custos de saída de médicos cubanos
COMPARTILHE

Ministro da Saúde afirmou que cabe ao regime de Cuba providenciar logística e transporte.

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, disse nesta segunda-feira (19) que o governo do Brasil não vai arcar com os custos de logística e transporte da saída dos mais de 8 mil médicos de Cuba que estavam atuando no país.

Em entrevista coletiva sobre o novo edital do programa Mais Médicos, o ministro Occhi afirmou:

Pelo acordo, todos eles teriam direito ao retorno, a passagens, a férias e tudo o mais. Agora, como essa decisão partiu unilateralmente do governo cubano, que comunicou a Opas [Organização Pan-americana de Saúde}, que nos comunicou, essa despesa toda é do governo cubano.

Segundo Gilberto Occhi, a Força Aérea Brasileira (FAB) e o governo federal não vão participar do processo de saída dos médicos cubanos, o que, segundo o ministro, cabe à ditadura de Cuba.

Ele acrescentou:

Os cubanos já estão deixando o país. Aqueles que já estavam em férias ou de licença já não voltarão mais. Então, é gradativa essa saída. Essa é uma decisão do governo cubano, não é uma decisão brasileira, e por isso o Brasil não arcará com nenhum tipo de despesa com relação a transporte e logística de saída dos médicos cubanos.

 

Adaptado da fonte EBC

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE