Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Brasil negocia troca de aeronaves militares com Honduras

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Brasil negocia troca de aeronaves militares com Honduras
COMPARTILHE

O acordo é negociado como um convênio pois as leis brasileiras não permitem doações de equipamentos militares.

No final de maio, o Congresso Nacional de Honduras aprovou a criação de um “convênio de cooperação” com o Brasil para negociar aeronaves.

Segundo o termo dos hondurenhos, a força aérea do país vai oferecer dois monomotores Cessna 208EX Grand Caravan em troca de um cargueiro C-130H Hercules mais cinco helicópteros UH-1H da Força Aérea Brasileira (FAB), além de peças sobressalentes, motores e equipamentos de combate a incêndios.

Em 2010, a FAB trocou três aviões de treinamento Tucano pelo antigo avião presidencial do Paraguai, um Boeing 707, e a Bolívia recebeu antigos helicópteros UH-1H em 2012. Em casos do doações, é necessário um decreto presidencial.

Contatada pelo site Airway, a FAB diz que ainda está apurando o assunto e não soube informar ou confirmar à reportagem as intenções de Honduras.

Os aviões oferecidos por Honduras são relativamente novos. Eles foram doadas ao país da América Central pelos Estados Unidos em 2015 e são da versão mais recente fabricada pela Cessna.

O Grand Caravan é um dos principais produtos no segmento dos commuters, os aviões utilitários, operados no mundo todo, inclusive pela FAB.

Então dois Cessna “semi-novos” pagam um Hercules usado e cinco helicópteros desativados? Ainda segundo o Airway, essa é uma conta difícil de mensurar e não existe uma tabela de preços para equipamentos militares de segunda mão.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram