Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Brasil quer exame ‘independente e imparcial’ da gestão da OMS

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Brasil quer exame ‘independente e imparcial’ da gestão da OMS
Imagem: Denis Belibouse/Reuters

Evento virtual desta segunda-feira deve ser marcado por duras críticas contra a gestão da OMS.

O Brasil e outros 60 países do mundo vão colocar à votação, nesta segunda-feira (18), uma resolução pedindo a abertura de uma avaliação “imparcial e independente” da resposta dada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) à pandemia de coronavírus.

Em uma resolução que será discutida hoje em evento virtual, os governos vão pedir que seja iniciado um processo de avaliação dos mecanismos existentes na OMS para dar respostas às emergências globais.

A resolução ainda pede que o processo avalie também o regulamento sanitário internacional, acordo fechado em 2009 e que cria obrigações a países para que informem a OMS sobre eventuais surtos.

O texto está sendo proposto pelo Brasil, Austrália, Chile, Colômbia, Japão, UE, Rússia, Reino Unido e vários outros governos. 

Governos como o da Austrália querem uma avaliação imediata do papel da OMS e da China, enquanto a Europa estima que tal avaliação apenas pode ser feita com a pandemia superada, destaca o portal UOL.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias