Português   English   Español
Português   English   Español

Brasil quer exportar material de defesa para Hungria, Polônia e Itália

Brasil quer exportar material de defesa para Hungria, Polônia e Itália
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O governo do presidente da República, Jair Bolsonaro, lança ofensiva diplomática para tentar ampliar as exportações nas áreas de defesa.

A viagem do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, à Europa, no próximo domingo (5), tem nesta ampliação do mercado da área de defesa um dos seus principais objetivos.

A escolha de Polônia, Hungria e Itália como paradas no tour de Araújo pela Europa exemplifica este objetivo, visto que os países apresentam uma grande oportunidade comercial, pois, segundo uma fonte do Itamaraty, precisam ampliar o gasto na área de defesa.

“A escolha dos países está ligada a afinidade de posições políticas. Está atenta a uma visão de mundo, mas também foi motivada por uma visão político-comercial”, disse a fonte.

“Hungria e Polônia são membros recentes da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e estão empenhados em cumprir a cláusula de chegar a 2 por cento do PIB em gastos de defesa”, explicou.

Embrar Defesa e Avibras são duas empresas brasileiras que poderiam negociar com os dois países.

A intenção da Embraer é negociar com ambos o avião militar KC390 –a negociação também acontece com o governo italiano.

“Há uma forte expectativa em relação a isso. Já na aviação civil, 60 por cento da frota da companhia aérea polonesa Lot é de aviões da Embraer”, comentou.

Há cerca de duas semanas, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) esteve na Itália e na Hungria para encontros com primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, e com o vice-premiê italiano Matteo Salvini.

O próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, já manifestou a intenção de visitar os três países no segundo semestre deste ano, como noticiou a RENOVA.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!