PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Brasil seguirá princípios de inteligência artificial da OCDE

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

As regras tiveram apoio de vários países além dos membros da OCDE, como Argentina, Colômbia, Costa Rica, Peru e Romênia.

Brasil aderiu nesta quarta-feira (22) a um documento da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), que estabelece princípios para o uso responsável de inteligência artificial.

Os princípios da OCDE afirmam que a inteligência artificial deve beneficiar as pessoas e o planeta, trazendo crescimento inclusivo e desenvolvimento sustentável.

Além disso, os sistemas devem respeitar regras de direitos humanos, de valores democráticos e diversidade, e devem permitir intervenção humana quando necessário.

A OCDE esclarece que as regras adotadas são práticas e flexíveis, o que garante que elas não vão perder a validade ao longo dos anos, informa o Estadão.

Nesta quinta-feira (23), a Casa Branca cumpriu a promessa feita pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao brasileiro, Jair Bolsonaro, de apoiar a candidatura do Brasil à OCDE, como noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.