Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Brasil só fica atrás dos EUA no número de acessos ao Gab

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O número de visitantes brasileiros acessando o site da rede social Gab cresce diariamente.

O Brasil superou o Reino Unido e passou a ser o segundo país com maior número de acessos ao site “Gab.ai“. Nós ficamos atrás apenas dos Estados Unidos, responsável por 49.2% dos visitantes.

Estes números foram obtidos através da Alexa, uma empresa que fornece dados de tráfego na internet e análise de dados. A companhia é uma subsidiária pertencente à Amazon.

O principal serviço da Alexa é medir quantos internautas visitam um determinado site. É possível saber quantos acessos um site tem e, partindo desses dados, estabelecer sua colocação em um (ranking) global e regional.

De acordo com dados obtidos na noite deste sábado (25), podemos confirmar que, com 12.2%, o Brasil superou em 3 pontos percentuais o Reino Unido no ranking dos países com maior número de acessos ao site do Gab.

Desde que publicamos a matéria “Brasil invade Gab buscando liberdade de expressão”, o número de usuários brasileiros cadastrados no banco de dados do microblog continua crescendo em ritmo acelerado.

O CEO do Gab, Andrew Torba, está bastante satisfeito com a migração dos brasileiros. Atuando como um experiente anfitrião, o americano costuma “gabear” informações interessantes sobre a expansão do seu empreendimento.

Na tarde deste sábado (25), Andrew comemorou que o Gab superou a marca dos 600.000 usuários. Um dia atrás ele celebrava o fato do site estar entre os 2.000 mais visitados do Brasil.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias