Brasil tentará afastar Maduro da Rússia e China

Idiomas:

Português   English   Español
Brasil tentará afastar Maduro da Rússia e China
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O chanceler brasileiro tenta convencer os principais aliados de Maduro a apoiar a transição democrática na Venezuela.


O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse que o Brasil fará pressão para que China, Rússia e outras nações emergentes abandonem o ditador Nicolás Maduro.

Em entrevista ao “The Wall Street Journal” publicada nesta quinta-feira (7), o chanceler afirmou que o Brasil pode ter um papel fundamental em pressionar o restante dos BRICS para que eles se voltem contra o ditador da Venezuela.

Com exceção do governo brasileiro, todos os países dos BRICS – bloco composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – apoiam Maduro até o momento.

Segundo a Gazeta do Povo, Araújo declarou:

“É uma questão de bom senso. Ninguém quer um aliado como Maduro. Esses países têm uma reputação a ser preservada.”

Dias atrás, o chanceler Araújo disse que o ditador Maduro “não tem poder real, nem poder moral, só tem o poder da força bruta”, como noticiou a RENOVA.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...