- PUBLICIDADE -

Brasil usará Forças Armadas no combate ao coronavírus

Ministro da Defesa diz que militar preso com cocaína é ‘caso isolado’
Imagem: Igo Estrela/Metrópoles

- PUBLICIDADE -

Ministro disse que decisão foi tomada “em razão dos possíveis impactos para a população brasileira, causados pelo novo coronavírus”.

O ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, determinou, nesta quinta-feira (19), que o Exército, a Marinha e a Aeronáutica permaneçam em condições de ajudar no combate ao novo coronavírus.

Uma portaria do Ministério da Defesa regulamenta o emprego das Forças Armadas em todo o território nacional para apoio às medidas para a mitigação das consequências da pandemia da Covid-19.

O texto foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) de hoje.

Dessa forma, os militares devem começar a disponibilizar recursos operacionais e logísticos necessários ao planejamento das ações de combate e socorro.

O ministro justificou as medidas:

“Em razão dos possíveis impactos para a população brasileira, causados pelo novo coronavírus, declarado como de Emergência em Saúde Pública de Importância Internacional pela Organização Mundial de Saúde.”

Oficialmente, o governo Jair Bolsonaro ainda não determinou o uso das Forças Armadas, mas o ministro evidencia na portaria que existe a “possibilidade de solicitação do emprego para apoio às ações aos órgãos de saúde e de segurança pública”, destaca o site Metrópoles.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -