Português   English   Español

Brasil vai usar satélite para fortalecer monitoramento da Amazônia

Brasil vai usar satélite para fortalecer monitoramento da Amazônia
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O novo satélite deverá enviar imagens para monitorar, entre outras coisas, o desmatamento. O CBERS-4 é o sexto satélite feito na parceria Brasil-China.

O governo do Brasil mandou o satélite CBERS-4A para a China nesta terça-feira (28). Ele foi levado para Pequim em um Boeing 747.

Produto de uma parceria de 30 anos entre os dois países, o satélite deverá ser enviado para o espaço ainda neste ano e terá entre suas missões o monitoramento do desmatamento e das queimadas na Amazônia.

O satélite estava no Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais (Inpe), em São José dos Campos (SP), para fazer a última bateria de testes em solo brasileiro.

O objeto de 1.980 kg é o sexto fruto da parceria entre pesquisadores chineses e brasileiros CBERS (sigla em inglês para Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres).

O CBERS-4A substituíra o atual satélite (CBERS-4) com avanços na câmera do satélite, capacidade para gerar 900 megabits de dados por segundo –o satélite atual tem um terço da capacidade, gera 300 megabits de dados por segundo. A vida útil estimada do novo satélite é de cinco anos, informa o UOL.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...