- PUBLICIDADE -

Bretas critica vazamento de depoimento no caso Marielle

Bretas critica vazamento de depoimento no caso Marielle
- PUBLICIDADE -

Bretas diz que o vazamento faz “surgir a suspeita de que está sendo usado politicamente”.

O juiz Marcelo Bretas criticou o vazamento do depoimento do porteiro do condomínio em que o presidente da República, Jair Bolsonaro, tem casa no Rio de Janeiro.

No depoimento publicado pela Rede Globo, o porteiro afirmou que um dos acusados da morte da vereadora Marielle Franco entrou no local dizendo que ia à residência de Bolsonaro.

Aós participar de um evento sobre o crime organizado, na sede da ONU, em Genebra, Bretas declarou:

“Um vazamento atrapalha muito […], pode surgir a suspeita de que está sendo usado politicamente, para prejudicar A, B ou C. Ai você acaba com o trabalho.”

Em entrevista à coluna, ele acredita que a divulgação do conteúdo prejudica até mesmo a apuração para avaliar se o porteiro mentiu ou não:

“Agora está tudo embolado. Agora não consegue mais nada.”

Bretas também destacou o “ambiente ruim” criado entre Bolsonaro e o governador do Rio, Wilson Witzel:

“Aos olhos do povo, independente de quem está certo ou errado, estamos falando de um presidente e de um governador […] Esse diálogo é ruim. Isso não é legal. Duas autoridades discutindo, não é legal. Pode dar algum descrédito para o trabalho.”

Segundo o site UOL, o juiz ainda criticou o trabalho da imprensa:

“Foi desmentido no mesmo dia. Fica uma suspeita também sobre o veículo [de imprensa]. Lança suspeita sobre o trabalho de imprensa. Tem que ter muito cuidado. É um presidente, um governador.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -