Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bretas defende perícia em conteúdo divulgado pelo Intercept

Bretas defende perícia em conteúdo divulgado pelo Intercept
COMPARTILHE

“Ainda que se preserve a fonte, é importante que se apresente as mídias originais”, afirmou o juiz Bretas.

O juiz federal Marcelo Bretas defende uma perícia nas conversas atribuídas ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e procuradores da Lava Jato, divulgadas pelo site Intercept.

Responsável pela Lava Jato no Rio, Bretas participou do programa Em Foco, na GloboNews, que vai ao ar nesta quarta-feira (26), às 21h30.

De acordo com o blog da Andréia Sadi, o magistrado falou sobre os supostos diálogos:

“Enquanto isso não for periciado, ainda que se preserve a fonte, o sigilo da fonte, porque é importante para a democracia, para a liberdade de imprensa, a fonte é um traço importante. Ainda que se preserve a fonte, é importante que se apresente as mídias originais, não sei, ou o que foi conseguido, para que seja periciado, porque senão coloca-se o que quiser, o diálogo que quiser, naquela formatação que estaria nas mídias, ou sei lá onde, e o outro lado simplesmente não tem defesa.”

Bretas também falou sobre uma eventual indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF), pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Questionado se ele era o evangélico a que o presidente se refere, quando diz que falta um ministro da religião na Corte, o juiz respondeu:

“Não sei. Aí você precisa perguntar ao presidente Bolsonaro.”

Questionado, então, se ele gostaria de ser, Bretas não titubeou:

“Isso é o sonho de qualquer juiz”.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE