Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Bruno Covas defende aumento do próprio salário

Bruno Covas defende aumento do próprio salário
Foto: PAULO GUERETA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
COMPARTILHE

Agora, com o reajuste, Covas passará a receber R$ 35.462 por mês -- um aumento de 46,7%.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), tentou explicar o motivo de ter sancionado o aumento do próprio salário em meio à pandemia de coronavírus.

Em entrevista à emissora GloboNews, Covas disse que o teto de R$ 24 mil estava “defasado”:

“O teto está congelado desde 2013, quando tivemos o último reajuste. Durante esse período de 8 anos, a inflação foi algo em torno de 60% a 100%, dependendo do valor que é considerado. O salário mínimo aumentou nesse período 68%. O valor do salário dos professores na rede municipal aumentou 80%. Então, hoje, o teto está defasado, o teto de R$ 24 mil.”

Agora, com o reajuste, Covas passará a receber R$ 35.462 por mês — um aumento de 46,7%.

Com isso, o teto do funcionalismo também subiu para R$ 35.400.

Ainda na entrevista, o prefeito disse que o aumento do salário só acontecerá “em 2022, caso a pandemia já tenha passado”:

“Aqui não se trata apenas do salário apenas do prefeito, aqui se trata da correção do teto. Se a Câmara não aprovasse agora, ela só poderia aprovar depois de mais 4 anos.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
10 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Conan
Conan
16 dias atrás

Mais uma vez vamos lá: Não existia nenhum candidato que prestasse concorrendo para prefeitura de São Paulo. Tinha o tal do Celso Russomano que se dizia de direita, um verdadeiro looser, um cavalo paraguaio que nunca passou nenhuma confiança então o que sobrou?
1) Muita gente votou no Covas para que o terrorista Boulos não ganhasse a eleição. 2) No nosso sistema eleitoral não se aceita candidatura avulsa, você tem que estar filiado a um partido para concorrer a qualquer cargo eletivo. 3) Nunca houve tantos votos em branco e nulos nesta eleição para prefeito na capital paulista mas mesmo que toda população anulasse seus votos e Covas ou Boulos votassem neles mesmos um dos dois ia levar porque basta apenas um voto e nada mais.

Vicente
Vicente
17 dias atrás

O mais escabroso disso tudo é que ele não se importa com o que pensa o contribuinte, essa falta de empatia deve ser uma doença tucana, pois o Doriana age da mesma forma.

João
João
20 dias atrás

Isso aí é o resultado do segundo turno desastroso que São Paulo se enfiou.

lucio
lucio
Responder  João
20 dias atrás

ELEIÇÃO ROUBADA

Valdir
Valdir
Responder  João
20 dias atrás

Isso é o resultado da população alienada, ignorante, burra, que adora receber esmola do governo, que chafurda 24×7 nas redes sociais, que não se importa com nada, que só enxerga a porra do umbigo, que só sabe exigir e reclamar. Esse foi desastroso? Aguarde o próximo.

Mic
Mic
21 dias atrás

Desejo que o câncer volte ele morra logo castigo de Deus. Hipocrita fecha o comércio quebra um monte de gente e aí da se aumenta.

Andre
Andre
21 dias atrás

Parabens, paulistanos inúteis. Conseguiram colocar Boulos e esse lixo no 2o turno. Kkkkk

lucio
lucio
Responder  Andre
20 dias atrás

ELEIÇÃO ROUBADA

CLLS
CLLS
21 dias atrás

Um canalha e incompetente como esse, na iniciativa privada, nem mesmo emprego conseguiria, pois, não sabe fazer nada. É um desqualificado.

Conan
Conan
21 dias atrás

Esse covarde sem vergonha esperou passar as eleições para cortar o beneficio do transporte publico gratuito para os idosos e aumentar seu próprio salario o que levara a um aumento cascata dos salários dos vereadores e de todo o funcionalismo municipal.

PUBLICIDADE