- PUBLICIDADE -

Cabo de fibra óptica conectará América do Sul à Ásia

Foto: Jean-Sebastien Evrard/AFP/Getty Images
- PUBLICIDADE -

Chile celebrou a “incorporação do Brasil a este projeto”.

Chile e Brasil firmaram parceria para construção do primeiro cabo de fibra óptica submarino a conectar a América do Sul à Ásia.

O cabo de US$ 388 milhões e 13.180 km promete fortalecer a conectividade de 270 milhões de pessoas no continente.

O projeto estenderá da cidade chilena de Valparaíso, no Oceano Pacífico, até a Nova Zelândia e de lá para Sydney, na Austrália, onde o cabo conectará ao continente asiático.

O chanceler chileno, Andrés Allamand, afirmou, na última quinta-feira (13), que a decisão brasileira de se unir formalmente à iniciativa foi crucial para tornar o cabo realidade.

De acordo com a agência Reuters, Allamand declarou:

“A incorporação do Brasil a este projeto lhe dá uma viabilidade econômica definitiva, e ao mesmo tempo uma viabilidade política definitiva também.”

Em um comunicado, o governo de Jair Bolsonaro disse que os países envolvidos iniciarão conversas sobre o financiamento e os detalhes técnicos do cabo:

“O projeto também completará a conexão por fibra óptica do Brasil com seus vizinhos, consolidando a infraestrutura digital regional e posicionando o Brasil como líder da transformação digital e do mercado digital na região.”

A Argentina já faz parte do projeto. Paraguai, Uruguai e Bolívia devem se filiar à iniciativa.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -