Cadela estuprada em campo de refugiados na Grécia

Em 28 de março de 2018, uma denúncia ultrajante foi apresentada ao departamento de polícia de Perama, em Atenas, por uma equipe que cuida de cães que vivem nas ruas do país.

A equipe encontrou uma cadela morta no meio do acampamento de refugiados de Skaramagka. A cachorrinha tinha sinais óbvios de um estupro brutal nos genitais, mas nenhum outro trauma externo.

O corpo do animal foi transferido para o Centro Interdisciplinar de Cuidado Animal de Atenas, a fim de ser medicamente examinado e determinar a causa exata da morte da cadela.

Segundo a organização Zoosos, o chefe do campo de refugiados, Giorgos Karoglou, confirmou este incidente.

O primeiro-ministro grego, Giannis Lagos, requisitou mais informações sobre a causa da morte do animal ao Ministro da Justiça e ao Ministro do Interior, de acordo com o jornal Eksegersi Ellinon.

Além disso, o premiê exigiu que a justiça seja feita contra os estupradores o mais rápido possível.

Embora os ministros estejam obrigados a responder no prazo de 25 dias. No entanto, quase dois meses se passaram desde a data em que a requisição foi enviada.

 

Traduzida e adaptada de Voice of Europe
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia