Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Caixa quer levantar R$ 40 bilhões com vendas de ativos

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Caixa quer levantar R$ 40 bilhões com vendas de ativos

“Tenho convicção de que faremos isso em dois anos”, disse o presidente da Caixa sobre a venda de ativos.

O presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães, confirmou que o banco estatal manterá seu cronograma para venda de ativos mesmo com um possível atraso na tramitação da reforma da Previdência.

Segundo ele, a decisão sobre o melhor momento para venda leva em conta mais fatores do que apenas o andamento da reforma, como a conjuntura dos mercados globais e a economia dos Estados Unidos e da China.

Em entrevista nos escritórios da Caixa, em São Paulo, na última quarta-feira (1º), Guimarães declarou:

“Há também o risco de esperar muito, não posso esperar por uma questão só.”

O presidente da Caixa prevê levantar ao menos R$ 40 bilhões até o fim de 2020 com a vendas de ativos.

Os desinvestimentos incluem a venda de participação em quatro subsidiárias. O banco ainda vai se desfazer de vários imóveis próprios, dentro do plano de otimizar seus ativos e reduzir custos.

Segundo a Forbes Brasil, Guimarães completou:

“Meu prazo é de quatro anos para devolver, mas tenho convicção de que faremos isso em dois anos.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email