Camadas de névoa em Júpiter intrigam cientistas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A sonda captou essas faixas, que foram classificadas como “camadas de névoa”, desde a primeira aproximação de Júpiter em 2016.

A Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (NASA) divulgou recentemente uma imagem impressionante do planeta Júpiter

O registro foi realizado pela sonda Juno durante aproximação do planeta no dia 17 de fevereiro deste ano. 

As faixas longas e finas que percorrem o centro do planeta de cima para baixo são um elemento de destaque dessa vista da tumultuada região do gigante gasoso.

Imagem: Reprodução/NASA

A sonda captou essas faixas, que foram classificadas como “camadas de névoa”, desde a primeira aproximação do planeta em 2016, mas os pesquisadores ainda não sabem exatamente do que são compostas ou como se formam, destaca o site Futurism.

Quando a imagem foi registrada, a sonda da NASA estava a cerca de 25.120 km do planeta. Essa distância é equivalente a aproximadamente o dobro do diâmetro da Terra.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.