Canadá sofrendo com alto fluxo de imigrantes ilegais

Idiomas:

Português   English   Español
Asylum seekers step out of a tent to receive lunch at the Canada-United States border in Lacolle, Que. Thursday, August 10, 2017. THE CANADIAN PRESS/Graham Hughes
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Os imigrantes chegando ao país esperam se beneficiar de uma brecha jurídica que lhes permite reivindicar status de refugiados no Canadá caso não entrem no país através de portos ou aeroportos, mas cruzando a fronteira ilegalmente.


Em meio a preocupações de que a imigração ilegal está esticando o sistema migratório até um ponto de ruptura, as autoridades passaram a alertar que até mesmo o governo esquerdista do Canadá tem seus limites.

O ministro da imigração canadense, Ahmed Hussen, ex-refugiado da Somália que se mudou para o país aos 16 anos, disse que o Canadá estava orgulhoso de ser um país acolhedor, mas não tem capacidade para receber todos.

Ele alertou que apenas cerca de 8% dos migrantes haitianos receberam asilo aqui desde o verão no hemisfério norte, enquanto há um acúmulo de cerca de 41 mil casos, de acordo com o Conselho de Imigração e Refugiados do Canadá.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

 Em entrevista, Ahmed Hussen acrescentou:

Nós não queremos que as pessoas entrem ilegalmente em nossa fronteira. E, ao fazer isso, não é um ingresso gratuito para o Canadá. Estamos dizendo: ‘Você será apreendido, escaneado, detido, fichado, e se você não conseguir estabelecer uma reivindicação genuína, você não receberá a proteção para refugiados e será removido’.

 

Com informações de: [NYTimes]

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...