Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Câncer facial dizimou 80% da população de diabos-da-tasmânia

Câncer facial dizimou 80% da população de diabos-da-tasmânia
COMPARTILHE

Novo estudo mostra que a taxa de transmissão do câncer caiu bastante entre diabos-da-tasmânia.

Cânceres transmissíveis são raros em mamíferos. Mas isto não impediu que a doença dizimasse quase a totalidade da população de diabos-da-tasmânia. 

Um tipo de câncer facial foi o culpado por dizimar cerca de 80% da população de diabos-da-tasmânia nas últimas décadas.  

Os cientistas só começaram a detectar um aumento de tumores na população destes animais em 1996. 

A doença, que é transmitida por meio da mordida, estava crescendo em taxa exponencial. 

“Quando um indivíduo infecta outro, esse tumor tende a sofrer mutações. Quanto maior a transmissão, mais frequentes são as mutações”, destaca a Super Interessante.

Como este marsupial só existe na Tasmânia, localizada na Austrália, a doença ganhou rapidamente tração entre a população, reduzindo o número total para 15 mil indivíduos. 

Muitos cientistas acreditavam que a espécie estava há um passo da extinção, mas um novo estudo sugere que a transmissão vem diminuindo. 

No pico da epidemia, no início dos anos 2000, cada diabo-da-tasmânia transmitia o tumor para, em média, outros 3,5 indivíduos. 

Agora, de acordo com o novo estudo, que utiliza análise genômica, mostra que a taxa de transmissão caiu para menos de 1. 

A notícia é excelente, pois alguns animais estão passando o câncer para apenas um indivíduo, enquanto outros não passam para nenhum. Dessa forma, a doença tende a se extinguir. 

Entretanto, os autores do estudo relatam que ainda é necessário cautela, e que os esforços para a preservação da espécie devem ser mantidos.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE