Português   English   Español
Português   English   Español

Carlos Bolsonaro atacado por divulgar imagem de militante esquerdista

Carlos Bolsonaro atacado por divulgar imagem de militante esquerdista
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O filho do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro, compartilhou a foto produzida por um militante da campanha #EleNão onde um homem é exibido sendo torturado.

Na publicação do stories em seu perfil do Instagram, Carlos Bolsonaro repassou a imagem de um homem ensanguentado, com um saco plástico na cabeça e com a boca aberta. No peito do homem estava escrita a hashtag do movimento feminista #EleNão.

Através do seu perfil oficial no Twitter, Carlos Bolsonaro justificou que a imagem era apenas a replicação “da foto de alguém que considera isso uma arte.”

https://twitter.com/CarlosBolsonaro/status/1045006920086691840

Renova Mídia tentou acessar o perfil do usuário @RonaldoCreative, mas o mesmo está classificado como privado.

Felizmente, a turma do Movimento Brasil Livre (MBL) fez um passo a passo explicando como o novo ataque contra a campanha presidencial de Bolsonaro está sendo lançado.

A imagem replicada por Carlos Bolsonaro é de fato muito forte. Qualquer forma de tortura não deve ser tolerada. É bem provável que esta foi a intenção do vereador ao divulgar a foto em seus stories no Instagram.

Ao analisar as publicações de políticos e ativistas de esquerda no Twitter é possível perceber toda a hipocrisia da militância anti-Bolsonaro.

Vamos ver como uma parte deles – acreditando que a imagem havia sido criada pelo filho de Bolsonaro – reagiu ao ver a foto?

Também é interessante ver a forma como a grande mídia está falando sobre este assunto. Vamos lá?

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!