Português   English   Español

Carlos diz que Bolsonaro não pode ser culpado pelo fim do Mais Médicos

O vereador Carlos Bolsonaro usou sua conta no Twitter para contestar a narrativa propagada pelos opositores do seu pai sobre a saída de Cuba do programa Mais Médicos.

Os opositores do presidente eleito – com apoio de parte da grande mídia – estão responsabilizando Jair Bolsonaro pela decisão da ditadura cubana de interromper o acordo com o Brasil no programa Mais Médicos.

Bolsonaro tinha dito que queria rever as condições do acordo. Antes disso, Cuba anunciou que interromperia o acordo e ordenou que os milhares de profissionais cubanos no país voltassem à ilha.

Mas, na opinião do vereador, a decisão da ditadura comunista envolve mais do que o programa. Para Carlos Bolsonaro, trata-se de “um conluio para desgastar um presidente que nem assumiu ainda!”.

Confira a mensagem publicada pelo filho do presidente eleito na tarde deste domingo (18).

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter