Cármen Lúcia é relatora de pedido de investigação de Salles

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Não há prazo para que Cármen Lúcia tome uma decisão sobre a questão de Salles.

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, foi sorteada, nesta sexta-feira (16), relatora da notícia-crime apresentada pela Polícia Federal (PF) contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

A denúncia contra Salles está relacionada a um suposto beneficiamento de madeireiros ilegais na Amazônia.

Então superintendente da PF no Amazonas, o delegado Alexandre Saraiva acionou o STF, na última quarta-feira (14), para apontar possível atuação de Salles e do senador Telmário Mota (Pros-RR) para atrapalhar investigações ambientais no território amazônico.

Como relatora, Cármen Lúcia poderá decidir individualmente se determina a abertura de uma investigação sobre a conduta de Salles ou se manda arquivar o pedido da PF. 

A ministra também tem o poder de levar o tema para ser julgado no plenário do STF.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.