Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Carros elétricos dominam quase 50% do mercado na Noruega

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Carros elétricos dominam quase 50% do mercado na Noruega

As altas taxas de vendas de carros elétricos na Noruega se devem a vários benefícios concedidos pelo governo.

Assim como em outros países da Europa, o número de carros elétricos vem subindo gradativamente na Noruega

Em janeiro de 2020, os veículos movidos a eletricidade representaram 44,3% das vendas de carros novos no país, segundo dados divulgados, na última segunda-feira (3), pela Federação Norueguesa de Estradas.

Este resultado colocou o país com a maior taxa de utilização de veículos elétricos do planeta, informa o site TecMundo.

O bom resultado de janeiro também representa um aumento de 6,5% em relação ao primeiro mês de 2019, quando as vendas chegaram a 37,8%

As altas taxas de vendas de veículos elétricos na Noruega se devem a vários benefícios concedidos pelo governo.

Para incentivar a troca dos carros convencionais pelos movidos a energia, o governo norueguês oferece isenção de impostos, permissão para a utilização de faixas restritas ao transporte público e gratuidade em alguns pedágios.

A estratégia de sucesso da Noruega está sendo, inclusive, copiada por outros países. 

Como noticiou a RENOVA, o governo dos Países Baixos anunciou um programa para incentivar a adoção de veículos elétricos no país em detrimento aos carros movidos a gasolina ou diesel.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias