Português   English   Español

Casa Branca critica processo da CNN por veto a jornalista

A Casa Branca alegou nesta terça-feira (13) que se defenderá “vigorosamente” em relação ao processo movido pela rede de televisão CNN.

A emissora norte-americana acusa o governo dos Estados Unidos de violar o direito de liberdade de imprensa ao retirar o credenciamento de um de seus jornalistas, Jim Acosta, após ele ter tocado uma estagiária da Casa Branca durante uma coletiva de imprensa.

“Isto é só uma nova chamada de atenção da CNN, e nos defenderemos vigorosamente contra o processo”, anunciou o governo em comunicado.

A emissora apresentou hoje um processo em um tribunal do Distrito de Columbia contra o presidente e cinco membros de sua equipe devido à decisão de retirar o credenciamento permanente de Acosta, correspondente chefe da CNN na Casa Branca, conforme noticiou a Renova Mídia.

No comunicado, o governo argumentou que outros 50 jornalistas do canal de notícias estão credenciados para cobrir a residência presidencial e que Acosta “não é nem mais, nem menos especial do que qualquer outro repórter”.

No processo, a CNN denuncia que o governo violou o direito de liberdade de imprensa ao retaliar seu funcionário depois que ele discutiu com Trump na última quarta-feira, em uma tensa entrevista coletiva.

 

Adaptado da fonte EFE

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter