Português   English   Español

Casa Branca questiona se ONU e FMI querem o bem do povo

O governo dos EUA defendem sua posição de liderança frente a China, Rússia e Irã.

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, defendeu nesta terça-feira (4) em Bruxelas o desejo do presidente Donald Trump de devolver aos Estados Unidos o papel central de defensor de uma ordem mundial liberal ameaçada pela Rússia, China e Irã.

O chanceler fez uma acusação violenta contra as ações das três nações e denunciou os críticos que, em particular na Europa, acusam os Estados Unidos de minar as instituições globais.

Pompeo, que também já foi diretor da CIA, pediu aos aliados dos EUA que se unam aos esforços de Trump e questionar, “honestamente”, se agências como as Nações Unidas e o Fundo Monetário Internacional realmente atendem aos interesses do povo.

Ao discursar durante um simpósio organizado pelo think tank alemão Ma’lrshall, registra o UOL, o chanceler declarou:

Toda nação deve reconhecer honestamente sua responsabilidade para com seus cidadãos e perguntar se a ordem atual serve aos interesses de seu povo da melhor maneira possível. Se a resposta for não, devemos nos questionar como podemos endireitá-la.

E concluiu:

É isso que o presidente Trump está fazendo: está devolvendo aos Estados Unidos o seu papel tradicional de líder central no mundo.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter