Casa Civil demite chefe de gabinete do MEC e assessor de Vélez

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), dispensou dois nomes do alto escalão do Ministério da Educação.

As demissões do chefe de gabinete do MEC, Josie de Jesus, e de Bruno Garschagen, assessor especial do ministro Ricardo Vélez, foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (4).

Para o lugar de Josie foi nomeado o ex-subcomandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal, Marcos de Araújo, que reforça o grupo dos militares que atuam na pasta.

Autor de livros de sucesso, como “Pare de Acreditar no Governo” e “Direitos Máximos, Deveres Mínimos – O Festival de Privilégios que Assola o Brasil”, o ex-assessor especial Bruno Garschagen é um admirador do filósofo Olavo de Carvalho.

A velha imprensa está categorizando as exonerações desta quinta-feira (4) como mais um sinal de enfraquecimento do ministro da Educação, Ricardo Vélez, que foi indicado para o cargo por Olavo, que hoje já não o apoia mais.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.