PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Caso dos hackers na mira da CPI das Fake News no Congresso

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Deputados pretendem ouvir suspeitos de capturar dados de celulares de autoridades na recém-criada CPMI.

Parlamentares da base e da oposição pretendem explorar politicamente a prisão do grupo hacker acusado de invadir celulares de centenas de autoridades dos três Poderes.

Uma das ideias é utilizar a recém-criada CPMI das Fake News para interrogar os presos na Operação Spoofing, da Polícia Federal (PF).

Um dos focos dos parlamentares é descobrir se os ataques foram encomendados e tiveram motivação política, informa o site Metrópoles.

Em depoimento à Polícia Federal, Walter Delgatti Neto, conhecido como “Vermelho”, afirmou que a ex-deputada federal Manuela D’Avila (PCdoB-RS) intermediou o contato com o militante norte-americano Glenn Greenwald, editor e cofundador do Intercept. O cibercriminoso disse não ter recebido pagamento para repassar as mensagens.

“Queremos saber de onde veio o dinheiro que foi encontrado na conta dos hackers”, disse o Capitão Augusto (PL-SP), em referência aos mais de R$ 627 mil movimentados nas contas de Gustavo Henrique Elias Santos e Suelen Priscila de Oliveira, outros dois presos em operação da PF.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.