PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Castillo tenta se desconectar do chavismo e do comunismo

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

"O povo peruano levantou a cabeça”, diz Pedro Castillo.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A ascensão abrupta do esquerdista Pedro Castillo, de 51 anos, abalou o establishment político do Peru.

Prestes a ser nomeado presidente eleito do país, Castillo buscou acalmar os temores depois que a apuração mostrou que ele venceu a eleição de 6 de junho.

Em uma sacada, na noite de terça-feira (15), na capital Lima, Castillo declarou:

“O povo peruano levantou a cabeça para dizer democraticamente que vamos salvar este país.”

Apesar de ser membro do partido Peru Livre, que defende ideias marxistas, Castillo procurou moderar sua retórica:

“Não somos chavistas, não somos comunistas, ninguém veio para desestabilizar este país.”

O político peruano completou:

“Somos trabalhadores, somos empresários e vamos garantir uma economia estável, respeitando a propriedade privada, respeitando o investimento privado e, sobretudo, respeitando os direitos fundamentais, como o direito à educação e à saúde.”

Castillo se declarou vitorioso após o término da apuração, mas a sua rival de direita, Keiko Fujimori, não reconheceu a derrota, denunciando supostas fraudes no pleito.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.