Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Celso de Mello prorroga inquérito sobre interferência na PF

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Celso de Mello quer enquadrar homofobia como crime de racismo
COMPARTILHE

Oito dias antes da aposentadoria, Celso de Mello prorroga inquérito sobre interferências na PF;

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, prorrogou por um mês o inquérito que investiga a suposta interferência do presidente da República, Jair Bolsonaro, na Polícia Federal (PF).

Mello aceita ao pedido de Christiane Correa Machado, delegada da PF que preside a investigação, que contou com parecer favorável da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Em mensagem no Twitter, Celso declarou:

“Defiro o pedido de prorrogação de prazo formulado pela Excelentíssima Senhora Delegada de Polícia Federal que preside este Inquérito, Dra. Christiane Correa Machado, consideradas, de um lado, as razões por ela apresentadas e tendo presente, de outro, a expressa concordância manifestada pela douta Procuradoria-Geral da República.”

A decisão foi tomada por Celso de Mello, que é relator do inquérito na Corte, pouco mais de uma semana antes da aposentadoria.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram