Português   English   Español

Celular de Janot foi o primeiro a ser invadido pelo hacker da Lava Jato

Celular de Janot foi o primeiro a ser invadido pelo hacker da Lava Jato
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Investigação aponta que celular do ex-PGR Janot foi o primeiro a ser invadido em ataque cibernético.


A investigação da Polícia Federal (PF) aponta que a possível origem dos ataques de hackers a celulares de autoridades ligadas à Operação Lava Jato foi o celular do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em abril deste ano.

A partir do aplicativo de mensagens Telegram instalado no aparelho dele, o cibercriminoso chegou aos grupos de conversa com procuradores. Foi dessa forma que o hacker conseguiu os números de celulares dos integrantes da Lava Jato.

Todos os telefones de procuradores do Paraná tiveram o aplicativo invadido, mas ainda não se sabe se todos tiveram conversas copiadas.

Mais de 10 autoridades confirmaram que foram alvos de hackers ou de tentativas de invasão nos celulares, como o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

No caso do coordenador da força-tarefa em Curitiba, Deltan Dallagnol, os indícios apontam que os hackers acessaram e copiaram informações privadas do Telegram.

Nos quatro inquéritos que investigam as invasões, os policiais perceberam que muitos celulares não tinham a dupla verificação – uma segunda senha para aumentar a proteção.

Os investigadores sabem que o responsável pela invasão tinha pleno conhecimento da Lava Jato e quem eram os principais personagens da operação, informa o site G1.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on reddit
Share on linkedin
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...