Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Células de rãs são usadas para criar o primeiro ‘robô vivo’

Células de rãs são usadas para criar o primeiro 'robô vivo'
Imagem: Getty/PNAS/Smithsonian
COMPARTILHE

“É uma nova classe de artefato: um organismo vivo e programável”, disse cientista norte-americano.

A partir de células vivas de rãs, um grupo de cientistas desenvolveu uma criatura que é capaz de operar como robôs.

Batizadas como “xenobots”, estas criaturas são como máquinas vivas, as primeiras já produzidas no mundo.

De escala microscópica, os xenobots podem se mover de maneira autônoma, carregar cargas minúsculas — como medicamentos — e se autorregenerar.

O cientista Joshua Bongard, da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos, declarou:

“Essas são as novas máquinas vivas. Não são como os robôs tradicionais, nem uma espécie conhecida de animal. É uma nova classe de artefato: um organismo vivo e programável.”

Michael Levin, colíder da pesquisa e membro da Universidade Tufts, acrescentou:

“Podemos imaginar aplicações úteis para esses robôs vivos que outras máquinas não podem fazer. Como buscas por contaminação por compostos tóxicos ou radioativos, a coleta de microplásticos nos oceanos ou o desentupimento de artérias em humanos.”

O experimento não apenas levanta possibilidades de uso dos xenobots, como questionamentos sobre como as células se comunicam e o próprio entendimento do que é a vida, informa O Globo.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários