PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

‘Censura escancarada’, diz Gil Diniz

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

“A verdade é que o objetivo é nos silenciar, censura escancarada!”, disse Diniz.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou, nesta quarta-feira (27), que 8 deputados deverão ser ouvidos nos próximos dias no inquérito das fake news.

Ao contrário dos outros alvos do inquérito que acordaram com a Polícia Federal (PF) na porta de casa, os deputados não foram alvos de mandados de busca e apreensão.

Todos os parlamentares na mira de Moraes são aliados do presidente da República, Jair Bolsonaro, e precisarão prestar esclarecimentos em até dez dias.

Entre os alvos está o deputado estadual Gil Diniz (PSL-SP), que demonstrou indignação com a movimentação de Moraes através de mensagens no Twitter.

Diniz declarou:

“Fui avisado pela imprensa que serei INTIMADO pelo Alexandre de Moraes a depor no INQUÉRITO ILEGAL das Fake News!

Senhores, tenho endereço fixo e estou todos os dias na Alesp, qual a dificuldade de me encontrar? A verdade é que o objetivo é nos silenciar, censura escancarada!”

Após alertar que não recebeu intimação nenhuma, o parlamentar completou:

“Estou aqui na Alesp, próximo aos policiais federais e não há nenhum mandado de busca contra mim e nenhuma intimação nesse momento.

Ou seja, vazaram informações do Inquérito Ilegal do STF e vários jornalistas estão criando Fake News!

Alexandre de Moraes tenta nos intimidar!”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.