Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Centro de Inteligência Nacional é criado por Bolsonaro na Abin

'A gente não pode errar' diz Augusto Heleno
COMPARTILHE

As medidas propostas por Bolsonaro e Heleno entram em vigor no dia 17 de agosto.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, criou uma nova unidade na Agência Brasileira de Inteligência (Abin): o Centro de Inteligência Nacional.

O objetivo do novo órgão é enfrentar “ameaças à segurança e à estabilidade do Estado e da sociedade”.

O decreto com a mudança na estrutura do órgão foi publicado na última sexta-feira (31) no Diário Oficial da União. As medidas entram em vigor em 17 de agosto.

O ato foi assinado por Bolsonaro e pelo general Augusto Heleno, ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional).

O jornal Poder360 publicou as atribuições da nova unidade:

  • assessorar os órgãos competentes no que se refere a atividades e políticas de segurança pública e à identificação de ameaças decorrentes de atividades criminosas;
  • realizar pesquisas de segurança para credenciamento e análise de integridade corporativa;
  • planejar ações destinadas à produção integrada de conhecimentos de inteligência entre unidades da Abin e destas com parceiros;
  • propor cooperações técnicas entre integrantes do Sistema Brasileiro de Inteligência e de agências parceiras;
  • desenvolver ações destinadas à inovação na atividade de inteligência e coordenar unidades da Abin com parceiros para a produção integrada de conhecimentos de inteligência; e
  • planejar, coordenar e implementar a produção de inteligência corrente e a coleta estruturada de dados.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários