Português   English   Español
Português   English   Español

CEO diz que Vale não pode ser condenada por Brumadinho

CEO diz que Vale não pode ser condenada por Brumadinho
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

CEO da mineradora Vale classifica o rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão como um “acidente”.

O presidente da Vale, Fábio Schvartsman, disse nesta quinta-feira (14), que a companhia de mineração é uma “joia brasileira” que não pode ser condenada pelo rompimento da barragem, em Brumadinho (MG), que deixou 166 mortos e 155 desaparecidos.

O executivo reconheceu que o sistema de monitoramento de barragens da companhia tem falhas e disse que todo o processo será revisado com base nas melhores normas internacionais.

Ao participar de audiência pública na na Comissão Externa de Brumadinho, na Câmara dos Deputados, o CEO da Vale afirmou:

“A Vale é uma das melhores empresas que eu conheci da minha vida. É uma joia brasileira, que não pode ser condenada por um acidente que aconteceu em sua barragem, por maior que tenha sido a tragédia.”

E, segundo o portal R7, admitindo que o monitoramento da barragem não funcionou, ele acrescentou:

“A Vale reconhece, humildemente, que seja lá o que vinha fazendo, não funcionou, já que uma barragem caiu.”

Ainda segundo Schvartsman, até agora a mineradora, que trata o rompimento como “acidente”, não sabe o que causou a tragédia.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!