- PUBLICIDADE -

‘Chamo uma coletiva e metade desse partido vai embora’, diz Frota

‘Chamo uma coletiva e metade desse partido vai embora’, diz Frota

- PUBLICIDADE -

“O PSL de SP não tem nem presidente direito, vai ter conselho de ética? Mas tudo bem. Desafio ele a me levar lá”, disse Frota em mensagem direcionada ao senador Olímpio.

Alvo de uma ação no Comitê de Ética do PSL protocolada pelo senador Major Olímpio, o deputado federal Alexandre Frota segue atirando para todos os lados.

Olímpio ainda acrescentou que pretende processar o correligionário por danos morais. Frota, por sua vez, retrucou e ameaçou fazer o mesmo. “Major eu posso ir mas o Sr vai junto”, escreveu o deputado.

Em conversa com a coluna Painel, do jornal Folha, o deputado do PSL subiu o tom das ameaças:

“O PSL de SP não tem nem presidente direito, vai ter conselho de ética? Mas tudo bem. Desafio ele a me levar lá. Chamo uma coletiva e, vou te falar, metade desse partido vai embora.”

Frota não perdoou nem mesmo o presidente da República, Jair Bolsonaro. O parlamentar afirmou que as declarações do chefe do Executivo atrapalham projetos na Câmara e que “só duas vezes tivemos paz no semestre: quando o Twitter ficou fora do ar e quando ele tirou o dente”.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -