- PUBLICIDADE -

Chanceler da Colômbia deixa cargo em meio aos protestos

Foto: Reprodução/YouTube
- PUBLICIDADE -

Ministra deixa cargo após condenação internacional por repressão a protestos.

Claudia Blum, chanceler da Colômbia, apresentou sua renúncia ao cargo em meio aos protestos violentos que já duram semanas.

Em carta divulgada nesta quinta-feira (13), Blum pediu demissão do gabinete sem especificar os motivos.

“Tenho a certeza de que […] o país continuará no caminho do desenvolvimento sustentável, na recuperação social e econômica dos efeitos da pandemia e na consolidação de consensos que ratifiquem a unidade e fortaleça nossa nação.”

Com a decisão da chanceler, o governo do presidente Iván Duque perde o segundo ministro desde o início dos distúrbios. 

O primeiro foi o chefe das Finanças, Alberto Carrasquilla, que deixou o cargo devido às críticas à proposta de reforma tributária que aumentava impostos da classe média.

Apesar de Duque ter retirado o projeto legislativo, os protestos violentos continuam acontecendo em vários Estados do país.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -