Chanceler diz que EUA farão frente ao “mau comportamento” do Irã

O chanceler dos Estados Unidos, Mike Pompeo, disse nesta terça-feira (10), em entrevista ao canal “Sky News”, nos Emirados Árabes Unidos, que o governo de Donald Trump está comprometido a fazer frente ao “mau comportamento do Irã” no Oriente Médio.

De acordo com ele, os Estados Unidos estão trabalhando para limitar as atividades das milícias iranianos no Iêmen, no Iraque, no Líbano e na Síria, que recebem apoio financeiro e político de Teerã.

Mike Pompeo afirmou:

O mundo deve perceber que os Estados Unidos estão comprometidos há décadas em garantir as rotas de navegação (no Golfo Pérsico) e o fluxo de petróleo para todos os países.

Ele também parabenizou “parceiros estupendos” como os Emirados Árabes Unidos, a Arábia Saudita e o Bahrein que “trabalham com os Estados Unidos para pôr fim ao mau comportamento iraniano”.

No caso do Iêmen, disse que o seu país ajuda à Arábia Saudita e os Emirados Árabes a “evitar que os houthis tenham armas que possam ameaçar a região (…) onde existem operações de tráfico de armas do Irã”, destinadas aos rebeldes houthis xiitas.

Quanto ao pacto nuclear com o Irã, ele destacou que a postura do seu governo responde às “práticas maliciosas” e garantiu que vai trabalhar para que todo mundo aplique as sanções a partir da sua entrada em vigor.

“Comprar petróleo iraniano depois de 4 de novembro será uma violação às sanções americanas”, advertiu Pompeo, que fez uma visita-relâmpago aos Emirados Árabes.

 

Com informações da EFE
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia