Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Chanceler dos EUA repudia intimidação do Partido Comunista da China

Tarciso Morais

Tarciso Morais

China adverte EUA contra instalação de mísseis na Ásia
COMPARTILHE

“A Huawei, com sede em Shenzhen, é uma extensão do estado de vigilância do Partido Comunista Chinês”, diz Pompeo.

O chanceler dos Estados Unidos, Mike Pompeo, criticou, nesta quarta-feira (10), as “táticas coercitivas de intimidação do Partido Comunista Chinês”. 

Em um comunicado¹,  Pompeo afirma que a China ameaçou punir o banco britânico HSBC e quebrar o compromisso de construir usinas nucleares no Reino Unido, “a menos que Londres permitisse que a Huawei construísse sua rede 5G”.

Pompeo acrescentou que os EUA estão ao lado de seus aliados e parceiros, destacando que o “comportamento agressivo” do regime chinês “mostra por que os países devem evitar a dependência econômica da China”. 

O chanceler norte-americano afirmou, ainda, que os EUA estão prontos para ajudar o Reino Unido “com qualquer necessidade que eles tenham, desde a construção de usinas nucleares seguras e confiáveis até o desenvolvimento de soluções 5G confiáveis que protejam a privacidade de seus cidadãos”.

Na última segunda-feira (8), a Huawei lançou uma grande campanha² publicitária em território britânico para convencer o governo de Boris Johnson a não excluir seus equipamentos da rede 5G.

“A Huawei cresceu no Reino Unido. Estamos aqui há 20 anos e participamos na construção das redes 3G e 4G que usamos todos os dias”, diz a empresa chinesa.

Referências: [1][2]
- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.