Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Chanceler dos EUA repudia intimidação do Partido Comunista da China

China adverte EUA contra instalação de mísseis na Ásia
COMPARTILHE

“A Huawei, com sede em Shenzhen, é uma extensão do estado de vigilância do Partido Comunista Chinês”, diz Pompeo.

O chanceler dos Estados Unidos, Mike Pompeo, criticou, nesta quarta-feira (10), as “táticas coercitivas de intimidação do Partido Comunista Chinês”. 

Em um comunicado¹,  Pompeo afirma que a China ameaçou punir o banco britânico HSBC e quebrar o compromisso de construir usinas nucleares no Reino Unido, “a menos que Londres permitisse que a Huawei construísse sua rede 5G”.

Pompeo acrescentou que os EUA estão ao lado de seus aliados e parceiros, destacando que o “comportamento agressivo” do regime chinês “mostra por que os países devem evitar a dependência econômica da China”. 

O chanceler norte-americano afirmou, ainda, que os EUA estão prontos para ajudar o Reino Unido “com qualquer necessidade que eles tenham, desde a construção de usinas nucleares seguras e confiáveis até o desenvolvimento de soluções 5G confiáveis que protejam a privacidade de seus cidadãos”.

Na última segunda-feira (8), a Huawei lançou uma grande campanha² publicitária em território britânico para convencer o governo de Boris Johnson a não excluir seus equipamentos da rede 5G.

“A Huawei cresceu no Reino Unido. Estamos aqui há 20 anos e participamos na construção das redes 3G e 4G que usamos todos os dias”, diz a empresa chinesa.

Referências: [1][2]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários