Português   English   Español
Português   English   Español

Chile aprova lei “Aula Segura” para inibir violência nas escolas

Chile aprova lei "Aula Segura" para inibir violência nas escolas
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Congresso do Chile aprovou na segunda-feira (12) uma lei que agiliza o processo de expulsão de alunos envolvidos com violência em instituições de ensino.

A medida do governo direitista foi considerada repressiva pelos movimentos estudantis.

O projeto sobre convivência escolar, chamado de “Aula Segura”, surgiu como resposta a fatos pontuais de violência que tiveram seu ponto mais alto em outubro, quando um grupo de jovens entrou em confronto com a polícia.

O episódio ficou marcado por bombas lançadas no interior do Instituto Nacional, uma das instituições de ensino mais famosas de Santiago, capital do Chile.

A lei, que fortalece as decisões dos diretores de estabelecimentos quanto a expulsões e cancelamento de matrícula nos casos de violência, foi sancionada pela Câmara dos Deputados com 107 votos a favor, 26 contra e 13 abstenções.

O documento já havia sido aprovado pelo Senado e agora passa para a Presidência, para sua promulgação.

A ministra da Educação chilena, Marcela Cubillos, considerou que a iniciativa “dá aos diretores as ferramentas para proteger” os alunos.

Fazendo frente à medida, a Assembleia Coordenadora de Estudantes Secundários (ACES) considera que o governo do presidente Sebastián Piñera instalou uma “campanha de terror” contra os estudantes, pedindo que a norma seja “desobedecida” e que as pessoas se mobilizem contra ela.

 

Adaptado da fonte Gazeta Online

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!