Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Chile inicia saída formal da Unasul

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Chile inicia saída formal da Unasul

O governo do Chile anunciou neste domingo (21) que iniciará o processo para se retirar da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), do qual já havia se afastado no ano passado.

O Chile considera que a Unasul, fundada na última década quando governos de esquerda dominavam a América Latina, “se afastou dos princípios que inspiraram sua criação e hoje é uma instituição altamente politizada e ineficiente”.

Neste contexto, “o Governo do Chile decidiu consultar o Congresso Nacional para proceder à denúncia do Tratado Constitutivo da Unasul”, segundo o comunicado divulgado pela Presidência.

O governo de Sebastián Piñera aponta que Argentina, Brasil, Colômbia, Paraguai e Equador, que, juntamente com Chile suspenderam a sua participação do bloco em 2018, “iniciaram formalmente o processo de denunciar o Tratado e abandonar o bloco”.

Nascida em 2008 com 12 membros, o grupo foi reduzido a Bolívia, Guiana, Suriname, Uruguai e Venezuela.

O Chile destaca que a instituição está “acéfala” desde 2017, quando não conseguiu eleger um novo secretário-geral para suceder o colombiano Ernesto Samper, informa o UOL.

Em 15 de abril, o governo do presidente Jair Bolsonaro denunciou o tratado que criou a Unasul e também anunciou que estava deixando o grupo, como noticiou a RENOVA.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email