Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Chile limita imigração para conter alto fluxo de refugiados

COMPARTILHE

Governo agora faz várias exigências para expedir o chamado visto de ‘responsabilidade democrática’, que permitirá a residência no país.

O fluxo de refugiados tentando entrar no Chile é crescente. Segundo o Ministério do Interior chileno, de 8 mil migrantes, em 2014, o número subiu para 84,5 mil, em 2017. E a diáspora poderá continuar crescendo, pois 34,7% dos cerca de 30 milhões de cidadãos da Venezuela pensa em ir embora, segundo pesquisa da Datanálisis.

O Consulado do Chile em Caracas amanheceu lotado nessa segunda-feira (16). Milhares de venezuelanos buscavam um visto especial para viver no país e fugir da ditadura de Nicolás Maduro.

O consulado não funcionou e várias pessoas se esforçavam para ler uma pequena lousa que enumerava os passos para a obtenção do documento, anunciado no dia 8 pelo presidente chileno, Sebastián Piñera.

De acordo com informações da AFP:

O visto anunciado por Piñera frente à “crise democrática” venezuelana terá vigência de um ano, prorrogável por igual período, e possibilitará o pedido de residência definitiva.

Jesús Mijares, que vendeu seu carro e vários eletrodomésticos para comprar uma passagem para Santiago, acredita que o visto é mais barreira para aqueles que, como ele, já tinham os documentos exigidos pelo Chile.

“Agora com esse visto não sabemos se vamos viajar, porque não queremos entrar no país de forma ilegal”, disse.

A legislação atual -cuja reforma foi anunciada por Piñera – permitia que aqueles que entravam como turistas pedissem residência temporária ou definitiva.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE