Português   English   Español

Chile quer recuperar estátua tirada da Ilha de Páscoa há 150 anos

Chile quer recuperar estátua tirada da Ilha de Páscoa há 150 anos
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O Chile tentará convencer o Reino Unido a retirar o espetacular moai de rocha vulcânica Hoa Hakananai’a da sala do museu de Londres em que está exposto.


O governo chileno quer devolver a estátua à remota Ilha de Páscoa, situada no meio do Oceano Pacífico, de onde marinheiros ingleses o tiraram há 150 anos.

Uma comitiva liderada pelo ministro de Bens Nacionais, Felipe Ward, e o presidente do Conselho de Anciãos da ilha, Carlos Edmunds Paoa, viajará no domingo a Londres para se reunir nos próximos dias com autoridades do Museu Britânico, que exibe a estátua.

“Há um raio de esperança porque estão dispostos a conversar”, disse Ward à Reuters, embora admitindo que o processo para conseguir a devolução do moai à ilha também conhecida como Rapa Nui, o nome de sua etnia original, será longo.

“O melhor lugar para este moai estar é onde foi construído, e é isso que estamos buscando. Rapa Nui é um museu a céu aberto e tem as condições para proteger algo que nasceu ali, que foi subtraído em circunstâncias suspeitas”, acrescentou o ministro.

A reunião no Museu Britânico acontecerá em 20 de novembro. A proposta da comitiva chilena é que, em troca do Hoa Hakananai’a, o museu receba um moai talhado em pedra pelo escultor local Bene Tuki.

A comitiva chilena e de Rapa Nui também se reunirá com parlamentares britânicos para abordar a demanda.

Com suas 4 toneladas de peso e 2,42 metros de altura, o Hoa Hakananai’a foi retirado de um sítio cerimonial da ilha em 1868 por tripulantes do navio inglês HMS Topaze, que o presentearam à Rainha Victoria. Mais tarde ela o doou ao Museu Britânico para que este o expusesse.

 

Adaptado da fonte Reuters

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...