Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

China acusa EUA de tentar desestabilizar o Tibete

REDAÇÃO RENOVA Mídia

REDAÇÃO RENOVA Mídia

EUA denunciam censura da China contra Hong Kong
COMPARTILHE

China tem se recusado insistentemente em lidar com o coordenador dos EUA sobre o Tibete.

O regime comunista da China culpou os Estados Unidos, nesta quinta-feira (15), por uma suposta tentativa de desestabilização do Tibete.

A acusação acontece depois que o governo Donald Trump nomeou Robert Destro, um funcionário graduado de direitos humanos, como coordenador especial de assuntos tibetanos.

Durante entrevista coletiva, Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, foi enfático:

“Os assuntos do Tibete são assuntos internos da China, que não permitem interferência estrangeira.”

Segundo a agência Reuters, Zhao acrescentou:

“O estabelecimento do assim chamado coordenador de assuntos tibetanos se deve inteiramente a uma manipulação política para interferir nos assuntos internos da China e desestabilizar o Tibete. A China se opõe com firmeza a isso.”

A indicação dos EUA ocorre quando as relações entre Pequim e Washington estão em seu pior momento em décadas.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram