Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

China adverte estrangeiros sobre apoio aos protestos em Hong Kong

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
China adverte estrangeiros sobre apoio aos protestos em Hong Kong

Pequim também acusou a mídia ocidental de ser imparcial em suas reportagens e confundir certo e errado.

A China acusou, nesta quinta-feira (15), forças estrangeiras de fomentar protestos violentos em Hong Kong.

Sem apontar nomes, o regime comunista advertiu que suas tentativas “coniventes” foram notadas e acabariam as prejudicando.

Em conversa com jornalistas, o embaixador chinês no Reino Unido, Liu Xiaoming, declarou:

“Forças estrangeiras devem parar de interferir nos assuntos de Hong Kong. Parem de cooperar com ofensivas violentas –eles não devem interpretar mal a situação e ir pelo caminho errado; caso contrário, vão dar um tiro no próprio pé.”

Segundo a agência Reuters, Liu acrescentou:

“Evidências indicam que a situação não teria piorado tanto se não fosse pela interferência e pelo estímulo de forças estrangeiras. Hong Kong é parte da China. Nenhum país estrangeiro deve interferir nos assuntos internos de Hong Kong.”

Soldados, caminhões e blindados de transporte da polícia militar chinesa estão concentrados, nesta quinta-feira (15), em um estádio de Shenzhen, cidade vizinha ao território autônomo de Hong Kong.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email